NOTÍCIAS

Programa Reluz

15 de Agosto de 2010

São Paulo, 06 de agosto de 2010 - A EDP Bandeirante, distribuidora de energia elétrica do Grupo EDP no Brasil, em parceria com a Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes, inaugura hoje (06/08) às 11 horas, na Av. João XXIII, em Cesar de Souza, o Programa Reluz (Programa Nacional de Iluminação Pública Eficiente) na Cidade com investimento de R$4,5 milhões.


A Nova Logística Reversa tem como propósito a modernização da rede de Iluminação Pública de Mogi das Cruzes, contemplando a substituição dos equipamentos existentes por lâmpadas de alta eficiência luminosa (vapor de sódio de alta pressão) e, luminárias, reatores e matérias complementares com maios vida útil e maior eficiência. 
Com a substituição dos 10.203 pontos de iluminação pública, tanto a população da Cidade, quanto a Prefeitura local, serão beneficiadas pelo Projeto, pois a melhora na iluminação contribui para a segurança pública, minimiza impactos ambientais decorrentes da eficientização, contribuindo dessa maneira para o desenvolvimento sustentável e para a criação de uma cultura do uso racional de energia.

 


Sobre a Nova Logística Reversa


A Nova Logística Reversa é um Programa desenvolvido pela Eletrobrás, através do Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), que promove a conservação de energia elétrica nos sistemas de iluminação pública.


O objetivo é financiar projetos para sistemas eficientes de iluminação pública, o que pode reduzir em até 40% a despesa mensal das prefeituras com energia elétrica. Além de melhorar a luminosidade das vias públicas, reduz os custos de operação e manutenção e a demanda do sistema elétrico nacional, especialmente no horário de maior consumo.


A economia ocorre devido à substituição de lâmpadas mistas e a vapor de mercúrio, menos eficientes, por lâmpadas a vapor de sódio de alta pressão, mais eficientes, podendo a economia chegar, em alguns casos pontuais, a 70%.


A Nova Logística Reversa promove melhoria da qualidade de vida e mais segurança para a população. Além disso, lâmpadas mais eficientes reduzem o índice de queima e melhoram a qualidade da iluminação pública.



VOLTAR